Arquivo do mês: maio 2009

Palmieri Gomes

Roberto Palmieri, secretário de Esportes de Ribeirão: polêmica desnecessária

Roberto Palmieri, secretário de Esportes de Ribeirão: polêmica desnecessária

O episódio já é velho, mas vale voltar a ele para mostrar como as coisas funcionam na administração rosa de Ribeirão Preto. O que se vê, hoje, é um mar de intrigas, causadas por um mar de caciques que disputam, a tapas, nacos de poder. Como senhores feudais, querem manter seus redutos, seus cargos e o controle sobre as verbas. A que custo for.

A prática não é nova. Data de décadas e, para não parecer pessoal, também esteve presente na administração tucana de Welson Gasparini (PSDB). Mas, feita a ressalva, vamos ao fato: Roberto Palmieri é secretário de Esporte da cidade. É indicação pessoal do vereador Walter Gomes (PR) que, há uns bons 10 anos, manda e desmanda na pasta. Palmieri é fiel. Não faz nada sem que seu mentor fique sabendo.

Há coisa de dois meses, o ex-goleiro do Botafogo demitiu de um cargo de comissão o presidente do Comercial, Dado Baptista, a mando de Gomes. Diz-se nos bastidores que Dado havia recusado, digamos, um $pedido$ do vereador e acabou exonerado.  

Nesta semana, um novo pedido de Gomes: queria o nobre edil que o seu time, o WG, fosse o escolhido para representar Ribeirão nos Jogos Regionais de Franca. A escolha anterior, já apalavrada, seria o glorioso Botafogo Futebol Clube.

Tudo, claro, por amor ao e$porte. Afinal de contas, um time amador tem mais condições de trabalhar com jovens talentos que um profissional. Sempre as melhores intençõe$. Faz todo sentido trocar um dos clubes profissionais da cidade por um time comandado pelo vereador Gomes a título de projeto social. Não faz?

Pois bem, diante da reação da mídia e do absurdo da boa intenção, a prefeita Darcy Vera (DEM) teve que ser chamada para intervir. Primeiro, ligou para o presidente do Botafogo e, na espera de acalmar os ânimos, pediu desculpas. Não foi suficiente. Diante da obstinação de Palmieri, que teimou em justificar a escolha baseado em critérios técnicos e manter o time de Gomes como escolhido, a prefeita teve que desautorizar publicamente seu secretário e determinar que o Botafogo fosse o escolhido.

Não é o primeiro secretário desautorizado, não será o último. Mas que ficou feio, ficou. Palmieri, um gigante próximo aos dois metros, perdeu pelo menos metade de sua estatura no episódio. Um verdadeiro frango para o ex-goleiro que, para executar com capricho as ordens de seu mestre, comprou uma briga desnecessária.

Ainda é pouco. Quem conhece minimamente a administração sabe que, no feudo de Gomes, há notícia ainda mais cabeluda. Basta investigar.

Boas vindas

Eis a primeira postagem deste novo blog. Sem processos, dessa vez, espero. Este espaço servirá para a divulgação de notícias sobre Ribeirão Preto, especialmente na área política, na qual, desde que me entendo por gente e por repórter, militei. Comentários políticos, os bastidores – grande parta das vezes sujos – das administrações públicas e comentários sobre arte, cultura e literatura, incluíndo o glorioso Botafogo Futebol Clube, também serão presentes.

Sejam, portanto, todos bem vindos ao espaço ( e de antemão peço desculpas pelo que alguns considerarão erros, pois não gosto e não irei adotar, aqui, a malfadada nova ortografia).